Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

CIJ e Fundação Renascer buscam parcerias para ressocialização de adolescentes

Como inserir no mercado de trabalho adolescentes que cumprem medidas socioeducativas é uma preocupação em comum da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) e a Fundação Renascer, órgão do Governo do Estado responsável por operacionalizar e executar a política estadual de assistência e proteção à criança e ao adolescente em situação de risco pessoal e social. Para falar sobre esse tema, o Presidente da Fundação Renascer, Wellington Mangueira, esteve no TJSE na manhã desta terça-feira, 23/01, reunido com a Juíza-Coordenadora da Infância e Juventude do TJSE, Iracy Mangueira. Durante o encontro, foi discutida a possibilidade de abertura de vagas de estágio de nível médio a adolescentes do sistema socioeducativo no próprio Tribunal de Justiça. A proposta será repassada à Presidência do Poder Judiciário, que fará uma avaliação junto aos setores competentes. “O objetivo dessa reunião foi a articulação para continuidade de projetos que visem à ressocialização de adolescentes. A parceria entre Tribunal e Renascer já existe, mas se fortalece agora na gestão do Desembargador Edson Ulisses pela sensibilidade que ele tem em relação à matéria. Pretendemos também, passada a pandemia, retomar as ações da Justiça Restaurativa nas unidades, estabelecendo um novo cronograma dos círculos de paz”, informou a Juíza Iracy Mangueira. Na reunião, o Presidente da Fundação Renascer informou à magistrada sobre as parcerias que já firmadas com empresas privadas e órgãos públicos para oferta de trabalho aos adolescentes. Conforme Wellington Mangueira, atualmente, 62 adolescentes que cumprem medida socioeducativa estão inseridos no mercado de trabalho. “Temos vários jovens que estão estudando e precisam de oportunidade para nunca mais transgredirem ou se chocarem com o ordenamento jurídico. O que se objetiva é um convênio com o Tribunal em prol da ressocialização”, salientou Wellington Mangueira.
23/02/2021 (00:00)

Contate-nos

Rua dos Andradas  , 1560  , 16º andar
-  Centro
 -  Porto Alegre / RS
-  CEP: 90020-010
4003 84030800 880 8403
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia