Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Juíza Coordenadora da Mulher conhece experiência exitosa com grupos reflexivos

A Juíza Coordenadora da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), Rosa Geane Nascimento, conheceu o Projeto Tempo de Despertar, desenvolvido no âmbito da Justiça estadual paulista, desde o ano de 2014, e que propõe a criação de grupos reflexivos para os autores de violência doméstica. “Durante a XIII Semana pela Paz em Casa tive melhor esclarecimento sobre o Projeto Tempo de Despertar que, como outros pelo Brasil, apresenta êxito na redução da reincidência de agressores de 65% para 2%. Assim, aproveitei para conhecer e colher informações sobre o seu funcionamento”, informou a Juíza Rosa Geane Nascimento. Os encontros foram com a Desembargadora do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) Ivana Davi, as Juízas das Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Tatiana Guerra (Fórum Regional da Penha) e Rafaela Gonçalves (Fórum Regional do Butantã); e com a Promotora de Justiça Gabriela Manssur, idealizadora do projeto. A ideia é fomentar e ampliar em Sergipe a criação de Centro de Educação e Reabilitação do Agressor nos Municípios, por meio de grupos reflexivos, e assim, diminuir os índices de violência doméstica e familiar contra a mulher. “Já temos um atendimento ao agressor na Grande Aracaju, por meio de grupos reflexivos, em um convênio entre o TJSE e a Faculdade de Sergipe (FASE). Também em Lagarto numa parceria entre a Delegacia, o Município e a Universidade Federal de Sergipe (UFS). Entretanto, queremos ampliar o serviço, convidando os Municípios a realizarem o convênio, uma vez que é responsabilidade do Poder Executivo criar os Centros de Educação e Reabilitação do Agressor”, relatou a Magistrada.
15/04/2019 (00:00)

Contate-nos

Rua dos Andradas  , 1560  , 16º andar
-  Centro
 -  Porto Alegre / RS
-  CEP: 90020-010
4003 84030800 880 8403
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia