Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Prestações pecuniárias financiam projeto lançado em Fórum de Nossa Senhora do Socorro

Nesta sexta-feira, dia 10, a 2ª Vara Criminal da Comarca de Nossa Senhora do Socorro, juntamente com o Instituto Cultural e Esportivo de Sergipe Piabinhas do São Braz e o Executivo municipal, fez o lançamento do Projeto Pescando Memórias, voltado para a prevenção e combate à violência entre jovens. O projeto atendeu à convocação do edital publicado pela unidade jurisdicional para que entidades públicas e privadas com finalidade social se habilitassem como recebedoras de recurso financeiro oriundo de prestações pecuniárias arrecadados. “Esse projeto é promovido pelo Instituto Piabinhas do São Braz no trabalho com jovens e adolescentes, objetivando a prevenção e ressocialização, através de atividades culturais, oficinas, palestras. O Judiciário tem um papel fundamental no desenvolvimento e execução desse projeto uma vez que os recursos são oriundos do fundo de penas, da Suspensão Condicional do Processo ou de penas aplicadas aos sentenciados na 2ª Vara Criminal. Era um recurso depositado judicialmente e o Instituto apresentou o projeto, cadastrou-se na Vara, obedecendo regulamentação do CNJ, e foi aprovado. Com esse projeto, a prestação pecuniária das pessoas que cometeram algum ato criminoso está sendo revertida na prevenção da violência”, explicou o juiz titular da 2ª Vara Criminal, Gaspar Feitosa Gouveia Filho. O Projeto Pescando Memórias terá as atividades desenvolvidas no período de 27 de janeiro à 31 de outubro de 2020, atendendo à 100 jovens, dos quais serão contemplados adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e egressos da socioeducação. De acordo com o Presidente do Instituto Cultural e Esportivo de Sergipe Piabinhas do São Braz, Givanildo Santana, o projeto tem o intuito de prevenir a criminalidade e colaborar com a ressocialização, ofertando aos jovens de Nossa Senhora do Socorro atividades educacionais, culturais e profissionalização. “Existe uma dificuldade para o jovem na oportunidade de estudar, de ter um emprego digno, e quando ele está cumprindo ou cumpriu uma medida socioeducativa as dificuldades somente aumentam. Então esse projeto busca oportunizar que o jovem seja realmente reinserido na sociedade, que a sociedade tenha um outro olhar sobre esse jovem. O Judiciário, através da 2ª Vara Criminal, vem agregar nos trazendo uma coisa boa que é pegar um recurso que é resultado do cumprimento de uma pena e aplicar preventivamente para que o jovem não cometa inflações ou, ainda, na reeducação daquele que já cometeu algum ato”, refletiu Givanildo. O barbeiro Geovanne Santos, que já cumpriu uma medida socioeducativa e hoje é um microempreendedor, estará ministrando uma das oficinas, além de mostrar para os jovens participantes que é possível recomeçar. “A gente vem buscando os jovens tentando ressocializá-los, dando outra visão de mundo. Eu, inclusive, já cumpri uma medida e estou no projeto para mostrar como é possível recomeçar, ter um outro projeto de vida, através do estudo e do trabalho. Buscaremos que as empresas deem oportunidades a esses jovens, porque isso é que eles mais precisam”, falou Geovanne que também é vice-presidente do Projeto Pescando Memórias. O lançamento oficial do Projeto contou com apresentações culturais dos jovens atendidos pelo Instituto e por voluntários; além da participação da Capitania dos Portos de Sergipe e do rapper brasileiro MV Bill. Projeto Semeando o Futuro A ação da 2ª Vara Criminal está inserida no Projeto Semeando o Futuro que está sendo desenvolvido no município de Nossa Senhora do Socorro em parceria com órgãos públicos e privados. Este projeto possui várias vertentes e visa dar atendimento aos egressos do sistema prisional; aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa; aos beneficiários de penas alternativas; além daqueles que cumprem pena por violência doméstica. Em 2019, as varas criminais e juizados cíveis e criminais, localizados no Fórum Des. Artur Oscar de Oliveira Déda, em N. Sra. do Socorro, lançaram editais, a fim de habilitar as entidades públicas e privadas com finalidade social como receptoras de recursos financeiros oriundos de prestações pecuniárias.
10/01/2020 (00:00)

Contate-nos

Rua dos Andradas  , 1560  , 16º andar
-  Centro
 -  Porto Alegre / RS
-  CEP: 90020-010
4003 84030800 880 8403
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia