Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Newsletter

Nome:
Email:

Saúde mental materna é tema de palestra do Projeto Meses Coloridos

Fomentar as discussões sobre saúde mental materna é o objetivo da campanha Maio Furtacor, que teve o apoio do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), através de uma palestra ministrada na manhã desta segunda-feira, 16/05, no canal TJSE Eventos. O tema foi abordado por Fernanda Reis de Carvalho, psicóloga e terapeuta familiar e de casal. A ação faz parte do Projeto Meses Coloridos, desenvolvido pelo Centro Médico do TJSE. “Normalmente, as mães são símbolo de força e resiliência, ocupando a posição de pilar de suas famílias, embora essa única responsabilidade já seja suficiente para causar muita pressão e estresse. Ela vem acompanhada de persas outras obrigações, como cuidar dos filhos, da casa e trabalhar. Com isso, a saúde mental materna acaba ficando em segundo plano e as necessidades das mães são deixadas de lado, o que pode colaborar para o desenvolvimento de transtornos”, disse o Desembargador Edson Ulisses de Melo, Presidente do Poder Judiciário de Sergipe, ao abrir a palestra. A psicóloga iniciou a apresentação explicando o motivo do nome Maio Furtacor para a campanha, que foi criada em 2021, em Curitiba (PR). “Furtacor porque não existe um único modelo de mãe. Existe uma persidade dentro da maternidade. Então, não dá para encaixarmos numa cor. Temos uma infinidade de formas de ser mãe”, esclareceu Fernanda, lembrando que a campanha, este ano, espalhou-se por outros Estados do país. “De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o conceito de saúde mental materna vai contemplar um estado de bem-estar, saindo daquela ideia só do físico. O inpíduo vai perceber suas próprias habilidades, poder lidar com o estresse cotidiano e ser capaz também de contribuir com a comunidade”, informou a psicóloga. Falar sobre saúde mental materna é necessário, segundo Fernanda, por persos fatores, entre eles, a romantização da maternidade, o que exige das mulheres uma alta performance; aumento dos casos de depressão, ansiedade e suicídio; padrão cultural que impõe um único modo de ser mãe e, mais recentemente, a pandemia da Covid-19. Sobre relevância da campanha, ela destacou a sensibilização da população para a causa da saúde mental materna; questionamento de papeis, crenças e mitos relacionados à maternidade; e promoção de debates sobre o tema. "Será que a mãe é a principal e precisa ser a única cuidadora? Ou precisamos pensar numa transformação social que leve à inserção de outras pessoas nesse contexto?", questionou Fernanda. Ao final da palestra, a Diretora do Centro Médico do TJSE, Luciana Nobre, agradeceu a apresentação da psicóloga. “O papel do Centro Médico é também trazer esse tipo de tema e despertar a sociedade como um todo. Nesse canal de comunicação, o Tribunal tem a oportunidade de compartilhar informações, não só para nosso ambiente interno, mas para comunidade”, destacou Luciana. A palestra ficou gravada no canal TJSE Eventos, no YouTube.   Planejamento Estratégico 2021/2026MacrodesafioFORTALECIMENTO DA RELAÇÃO INTERINSTITUCIONAL DO JUDICIÁRIO COM A SOCIEDADE  
16/05/2022 (00:00)

Contate-nos

Rua dos Andradas  , 1560  , 16º andar
-  Centro
 -  Porto Alegre / RS
-  CEP: 90020-010
4003 84030800 880 8403
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia